Brilho Em Busca de Um Novo Mundo - Amy Kathleen Ryan

13 de abril de 2015
"Ás vezes, em nossas vidas, temos de enfrentar uma grande perda, cujo vazio se eleva e não nos deixa escolhas além de suportá-la."

Brilho
Autora: Amy Kathleen Ryan
Ano: 2013 / Páginas: 354
Editora: Geração

Sinopse: A Terra não existe mais, e em duas naves que procuram um novo mundo no espaço, uma menina de 15 anos precisa casar e engravidar para garantir a sobrevivência da humanidade. Enquanto isso, uma sucessão de acontecimentos eletrizantes torna a jornada pelo espaço algo absolutamente imprevisto. Temas como religião, a escolha da mulher e a ideia de poder e dominação vão aparecendo muito suavemente articulados ao longo da trama, amarrando o leitor com surpresas e reviravoltas estonteantes. São temas universais, postos num livro por uma escritora surpreendente e que promete arrasar a cena literária a partir desta sua fantástica criação.
A história se passa num futuro distante, quando naves foram lançadas ao espaço em busca de um novo planeta para dar continuidade à raça humana, pois a Terra não existe mais. Logo no início, a nave Empyrean é atacada por sua "gêmea", a New Horizon, que sequestra todas as meninas e causa um grande estrago na nave, deixando-a aos cuidados de um grupo de meninos bastante assustados. E após esse fato que os mistérios e aventuras da história começam.

No começo da leitura eu achei um pouco estranho tudo, já que eu nunca tinha lido algo gênero, mas logo me acostumei. A escrita da autora é boa, o livro já começa em um ritmo rápido e quando você percebe já leu várias páginas. O livro é divido por cada "bloco" de capítulos e um epílogo. A maneira como a autora construiu a história é diferente de qualquer coisa que eu já tenha lido. Cada parte da história é narrada pela Waverly e o Kieran, que conta o que está ocorrendo em uma das naves no mesmo período de tempo alternando entre elas. Ela utiliza cada parte do livro para poder nos contar o que ocorreu e como a escrita da autora é de fácil compreensão da pra saber que a história das naves se passavam em um mesmo período.
Gostei da Waverly, ela é uma jovem determinada e guerreira que enfrenta muitos problemas ao longo das páginas, ela é o coração da história. Kirean e Seth são personagens com personalidades bem diferentes, mas com características que os tornam bem parecidos, são personagens complexos, realmente não da para prever seus passos.

O livro trata de vários assuntos polêmicos como o direito da mulher, religião, poder e liderança. Esses assuntos vão ganhando espaço delicadamente na trama. E sobre religião, o livro fala de uma religião especifica e sim na fé em Deus. Se você segue uma religião e acha que o livro irá contra ela pode ficar tranquilo que o livro não foca nisso.
Na própria capa do livro ele é comparado com Jogos Vorazes, bom essa distopia eu não li, mas li outras e achei que esse livro foi bem diferente das distopias que existem.
A capa do livro é muito bonita, ela realmente é cheia de Bilho como diz o nome. E os blocos de capítulos são separados por uma imagem bem bonita e alguma frase.

Recomendo bastante o livro pra quem gosta de distopias e ficção, até mesmo pra quem não leu nada do gênero. A escrita é bem fácil e cheia de mistérios.

16 comentários:

  1. Oi Dani, (Posso te chamar assim?)
    Estava muito interessada pelo o livro, por que eu acho a capa linda, mas estava com um receio enorme de comprar, Mas sua resenha me deixou um pouco curiosa, acho vou arriscar e comprar o livro.
    Beijos
    Estou seguindo o seu blog, achei ele uma graça...
    Blog: Eu e meu vício chamado leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ingrid, pode chamar de Dani sim *-*

      Compra sim vale muito a pena

      beijos :*

      Excluir
  2. Oi Dani, tudo bom?
    Sou o tipo de pessoa que compra o livro já pela capa, então esse seria um que eu compraria porque essa capa galáctica é linda!
    Sou fã de histórias assim, mundo acabando, necessidade de construir uma nova civilização, etc.. são meus tipo de filmes favoritos, mas nunca li nada assim. Estou muito desleixada em relação à leitura ultimamente, preciso comprar novos livros e esse de fato me interessou. Vou procurar ele por aqui, quem sabe eu acabe gostando mesmo né.
    Beijinhos ♥

    www.pantufa-rosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procura sim, vai ser uma boa leitura.

      Beijos:*

      Excluir
  3. Esse livro tá na minha wishlist faz um tempo, mas também vi poucas resenhas dele. Fiquei bastante interessada, já que não sabia do que se tratava. Achei a capa linda também, beijo.

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Dani, que capa linda, e o enredo também, gostei bastante.
    Eu muitas vezes compro um livro pela capa, se tivesse visto nas prateleiras das livrarias com certeza levaria.
    Adorei a resenha.
    Beijos.

    http://www.leituradelua.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Dani, essa capa é realmente linda! Eu gosto de distopia e quando vc escreveu dizendo que eles comparam com jogos vorazes eu gostei ainda mais, fico pensando nessa menina de 15 sendo obrigada a engravidar para manter a sobrevivência da humanidade... uma especie de Eva... Já entrou na lista.
    Abç,
    Boo Nina
    http://www.rascunhocomcafe.com/2015/04/a-lista-de-brett-simples-e-emocionante.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gi, acabou que ela não engravidou já que no começo da trama ela foi pra outra nave.

      Beijos :*

      Excluir
  6. Oi Dani!Que Blog lindo você tem,estou te seguindo. ^^

    Amei a capa desse livro!Nunca tinha ouvido falar sobre ele :o

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi
    |faz tempinho que tenho vontade de ler esse livro, parece ser legal e gosto desse gênero d livro, já li comentários positivos e negativos que bom que gostou da leitura, acho essa capa muito bonita.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Que capa diva, amei o enredo, pois adoro distopias. Pelo que você falou, achei que difere bastante do Jogos Vorazes.

    http://www.eucurtoliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim é bem diferente das distopias que tem por aí. Acho que só colocaram isso na capa pra chamar a atenção do povo, mas pra mim nem precisava já que a capa chama atenção por si só.

      Excluir