[Resenha - #10] Julieta Imortal - Stacey Jay

1 de abril de 2015
"Nunca. Ninguém nunca irá, porque você não existe."





Julieta Imortal 
A maior história de amor de todos os tempos é uma farsa

Autora: Stacey Jay

SBN-13: 9788563219572 / ISBN-10: 856321957X
Ano: 2011 / Páginas: 237
Editora: Novo Conceito


Sinopse: Julieta Capuleto não tirou a própria vida. Ela foi assassinada pela pessoa em quem mais confiava, seu marido, Romeu Montecchio, que fez o sacrifício para assegurar sua imortalidade. Mas Romeu não imaginou que Julieta também teria vida eterna e se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz.Por setecentos anos, Julieta lutou para preservar o amor e as vidas de inocentes, enquanto Romeu tinha por fim destruir o coração humano.
Mas agora que Julieta encontrou seu amor proibido, Romeu fará de tudo que estiver ao seu alcance para destruir a felicidade dela.




O livro é uma releitura da famosa peça de Shakespeare: Romeu e Julieta. Aqui nossa protagonista não tira a própria vida, mas é assassinada pelo seu marido, Romeu, que não pensou duas vezes em sacrificá-la, já quem em troca ele teria a imortalidade. Só que ele não contava que Julieta também seria “contemplada” com a vida eterna e que se tornaria uma agente dos Embaixadores da Luz.

A escrita da autora é fácil de entender, porém o que me incomodou foi o fato dela não explicar sobre os Embaixadores da Luz. O livro todo Julieta e Romeu falam muito disso, mas ela não explica muito ao leitor o que é eles são ou de onde eles vieram. Outra coisa que me incomodou também foi que a autora não ter explicado o porque de Ariel ter ganhado o apelido de esquisita e de ser evitada por todos na escola.





A narração da história é feita pela Julieta que as vezes me irritou com suas atitudes imaturas.Mas é claro que ela também conseguiu me chamar a atenção. Gostei da forma que ela tentou melhorar a personalidade e a confiança de Ariel - ao ocupar o seu corpo e sua vida.


O que eu gostei foi que a autora colocou uns poucos capítulos com narrações do Romeu. Aos olhos dele, as narrações são poéticas, melhores que de Julieta, que são simples e práticas.

Gostei bastante do Ben, ele é gentil, romântico e ele sempre luta pelo acha certo. Sobre a Gema no começo até gostei dela, porém quando fui avançando a leitura deu pra ver que ela era o tipo de pessoa que se passa por amiga e no final realmente não é.


Sobre o final? Eu até gostei, porém esperava algo totalmente diferente. Não que seja ruim, mas a autora podia ter feito algo melhor.

Apesar de ter muitos altos e baixos, eu recomendo o livro por ser uma história totalmente diferente da original e uma leitura bem leve.

2 comentários: